Posts Recentes
Gostaria de receber conteúdos da PUC Júnior Consultoria?
Inscreva-se!

Requisitos para abrir uma empresa de prestação de serviços

Saber como abrir uma empresa de prestação de serviços é o primeiro passo para formalizar seu trabalho e dar início ao sonho do negócio próprio. Abrir uma empresa requer alguns entendimentos básicos para que o sucesso e a longevidade do negócio possam ser alcançados com maior facilidade.


Independentemente do segmento, se você quer montar uma empresa prestadora de serviços, é fundamental entender os detalhes sobre cada categoria, diferenças jurídicas e os documentos necessários para dar sequência ao processo.


Desde 2009, os brasileiros passaram a ter uma opção fácil e rápida para deixar de ser um empreendedor informal e regularizar sua situação através do Microempreendedor Individual (MEI). O MEI é destinado para as pessoas que trabalham por conta própria e se legalizam como pequenos empresários, com carga tributária mais baixa e acesso a benefícios como a Previdência Social.



É possível conseguir um Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ) e fica mais simples abrir uma conta no banco para a empresa, emitir notas fiscais e buscar empréstimos. Mas, nem todo mundo pode virar MEI e é preciso seguir algumas regras. Esta categoria não pode ter faturamento acima de R$ 60 mil por ano. Além disso, a lei não permite que você tenha várias empresas ao mesmo tempo. Em geral, o MEI trabalha sozinho, mas ele pode ter um empregado que recebe um salário mínimo ou o piso da categoria.


O MEI automaticamente é enquadrado no Simples Nacional, um regime tributário simplificado que reúne oito impostos em uma mesma alíquota, e não precisa pagar os tributos federais, como Imposto de Renda, PIS, Cofins, IPI e CSLL. O empreendedor paga apenas um valor fixo mensal que varia para cada setor: R$ 45 no comércio ou na indústria; R$ 49 para prestação de serviços; e R$ 50 para empresas de comércio e serviços. Este valor será usado na Previdência Social e no pagamento de ICMS ou ISS. Com essas contribuições, o novo empresário terá acesso a benefícios como auxílio-maternidade, auxílio-doença e aposentadoria, por exemplo. Todo ano os valores mudam e os boletos mensais devem ser emitidos no Portal do Empreendedor.

A PUC Júnior Consultoria é uma das mais tradicionais empresas juniores do Brasil, atuando há mais de 25 anos no mercado e atendendo dezenas de micros, pequenos e médios empresários.

NOSSAS SOLUÇÕES

Rua Min. Godói, 969 - Perdizes, São Paulo - SP | contato@pucjunior.com
  • Instagram
  • Facebook Social Icon
  • square-linkedin-512